Projeto Cientistas do Futuro

 

O INCeMaq apresenta uma importante atuação acadêmica para estimular a formação científica na graduação, pós-graduação e pós-doutoramento. Em busca de uma forma mais eficaz de disseminação de informações e conhecimentos científicos, o INCeMaq desenvolve um projeto de educação científica para estudantes de ensino médio, denominado Cientistas do Futuro.

Sediado no Centro de Pesquisa de Macaíba, o Programa Cientistas do Futuro é composto por oito alunos matriculados no 1º ano do ensino médio de escolas públicas. O projeto, que começou a funcionar em 2010, selecionou alunos dentre os que participaram previamente do Centro de Educação Científica Escola Alfredo J. Monteverde, e que completaram o ensino fundamental II.

Os oito alunos participam, dois dias por semana, de atividades de educação científica vinculadas aos projetos de interface cérebro-máquina, desenvolvidos no IIN-ELS, no turno contrário ao da escola regular do ensino médio. Os alunos são coordenados por um assistente de projetos em pesquisa e vivenciam métodos de pesquisa em conjunto com alunos de mestrado e pesquisadores doutores, também do IINN-ELS.

NOSSOS OBJETIVOS

O Programa Cientistas do Futuro apresenta atividades com conteúdos científicos na fronteira da ciência e possibilita a inserção de alunos do ensino médio na prática da coleta e interpretação de dados, na discussão e aplicação de soluções em desafios reais.

Especificamente, nossos objetivos são:

  • Propiciar atividades de educação científica em projetos do IIN-ELS, com metodologias atuais e avançadas em eletrofisiologia, eletroencefalografia, neurobiologia celular e molecular, neuroengenharia, comportamento animal, e neuroinformática;
  • Promover experiências de discussão científica com pesquisadores brasileiros e estrangeiros;
  • Promover a aprendizagem de técnicas e métodos científicos da pesquisa básica à pesquisa aplicada.

Para tanto, são utilizados os seguintes conteúdos programáticos como referência para o planejamento do curso de pesquisa associada a projetos específicos de pós-graduação:

  • Anatomia geral do sistema nervoso e músculo-esquelético;
  • Neurofisiologia e eletrofisiologia;
  • Interfaces cérebro-máquina;
  • Programação computacional;
  • Neurobiologia Celular;
  • Biologia Molecular;
  • Comportamento animal;
  • Processamento de dados;
  • Aplicações e tecnologias assistivas.